Blog, textos

Um vestido e os aprendizados

Fiz este vestido para participar de um concurso em uma loja aqui na NZ. Eles escolheriam 5 ganhadores (entre NZ, Austrália e Los Angeles) e cada ganhador levaria $$ em tecidos e um assinatura de uma revista. Fiquei animada.

1org

Já tinha comigo este algodão orgânico azul e, como sempre, comecei o piloto. Confesso que quando iniciei a peça de teste estava animada pra ganhar. Sabia que teria chances de fazer uma peça bonita e com qualidade e que isso poderia* ser um diferencial.
Comecei o piloto apenas do top e ele ficou imenso. Fiz os ajustes na modelagem e comecei a cortar o tecido e costurar cuidadosamente todo o vestido, que ficou lindo e bem feitinho. Quando finalizei e provei o vestido, a surpresa: ele continuava largo. =(

Depois de contar até 30, decidi desmanchá-lo e refazer os devidos ajustes.
Aqui, primeira galeria de fotos:


Tomar a decisão de desmanchar e refazer o vestido nem sempre é uma escolha óbvia. Eu já me acostumei a refazer meus projetos desde quando fazia bolsas para vender, pois sempre procurei o melhor resultado possível, mas confesso que tem horas que rola um desânimo de desmanchar, principalmente quando a peça está toda pronta e bem feita. Mas, me conhecendo, sei que não usaria um vestido largo com o caimento esquisito, ou seja, não seria negócio mantê-lo do jeito que estava, guardado no armário.

Apesar do imenso trabalho e de tantas horas dedicadas com este tecido na mão, o processo todo foi tão bacana e de tanto aprendizado e estudo que, quando terminei o vestido, estava totalmente desligada do concurso. Estava tão feliz por ter refeito e tão satisfeita em ter finalizado-o com tanta excelência  que a idéia do prêmio tinha ficado em segundo, terceiro plano e foi perdendo importância pois os ganhos emocionais haviam superado o que poderia ser convertido em tecidos. 

Dois dias depois saiu o resultado e eu não fui uma das escolhidas. O que não foi um problema, afinal, a parte mais importante aconteceu enquanto eu costurava (aprendizado, elucidações de questões, pensamentos etc etc).

13Nesse dia estava batendo 6º graus, quase congelei tentando fotografar.

Aqui mais alguns detalhes:

 

z3

z2

z1
Ainda não usei o vestido porque o inverno aqui tem sido bastante gelado e até agora a temperatura não passa dos 12, 14 graus, mas assim que o tempo melhorar, terei o prazer de usá-lo. Eu não sou muito fã de vestidos rodados (já fui, hoje não sou) mas todo o processo de costura e desmanche me fez ter vontade de tê-lo andarilhando comigo por aí.


Sobre o asterísco lá de cima | Poderia* =
Primeiro porque, num concurso on line ninguém tem como checar realmente a qualidade.
Segundo que o fator “qualidade” pode também não ser exatamente o que eles estivessem procurando, por essas e outras fui desencanando do concurso, afinal, a gente nunca sabe o que os outros querem ver ou o que é relevante num concurso.


Preciso postar as outras coisas que fiz (duas blusas e cinco calças). Vou fotografar e posto aqui.
Com amor,
Patricia Cardoso

2 comentários em “Um vestido e os aprendizados”

  1. Conheci seu blog hoje e estou simplesmente apaixonada. Esse vestido ficou com um acabamento tão impecável que me meus olhos brilharam de alegria. Necessito de um tutorial de um parecido com ele. ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.