Blog, costura

Saia no tecido africano

Lilian, minha amiga mais leonina dentre todas as leoninas sempre faz festa pra comemorar seu ano novo particular e o convite sempre chega no meu email.
Problema é que, desde que nos conhecemos (Senai, 2008) eu nunca compareci a uma festinha sequer (!) e sempre me sinto dando pra trás nos rolês =(

Sabia que neste ano iria, mas ñ queria apenas comparecer, queria presenteá-la com algo feito por mim e logo lembrei deste tecido que ganhei anos atrás.

O tecido
Acho que era 2012 quando ganhei este corte de Capulana da Emilia, uma moça que fez aulas de costura comigo. Ela me disse que o pai dela foi várias vezes a Africa a trabalho e sempre trazia alguns cortes, então ela me presenteou com este em pink e eu fiquei encantada. Era a primeira vez que pegava num tecido tão bonito vindo de um lugar tão distante.

o encontro perfeito da costura da Wan Der Lee @costurandovivencias

Eu sempre achei o tecido lindíssimo mas nunca tive coragem de cortá-lo, cada vez com um motivo diferente me impedia. Com o aniversário da Liliam chegando não pensei duas vezes: tinha certeza que ela ficaria lindissima usando ele, então corri pra fazer uma saia reta justinha com um zíper atrás que não fosse totalmente discreto.

Como não lembrava se já o havia lavado, coloquei num balde com um tico de sabão líquido e passei a sofrer: saiu tanta , mas tanta tinta pink que tive um certo medo dele ficar altamente desbotado. Mas por sorte, nada ocorreu.

A modelagem

Já fiz uma dezena de saias retas nessa vida e sei a modelagem de cor, mas peguei o livro da Ana Laura Berg pra ver o que ela dizia. O livro é do Senac e há um tempo estou estudando ele, então era a oportunidade de fazer este traçado.

eu e minhas sobras de papel remendado…

Segui toda a receita proposta no livro, mas confesso que não tinha nada novo sobre o molde: saia reta é saia reta e é sempre a coisa mais fácil do mundo de fazer. A única coisa que não segui foi o fato de que ela sugere colocar 1cm de folga no quadril e eu, que sempre coloco 4, optei por 6 cm já que o tecido não tem elasticidade e eu sabia que iria forrar a saia. Penso que é melhor não deixar justa demais onde se movimenta.

Fiz a saia reta simples com ajuste na barra para ficar mais certinha na linha do joelho e escolhi forrar pois acho que o acabamento da peça fica sempre mais primoroso, além de vestir melhor. E, para o forro, usei um pedaço de acetato que tinha aqui. O tom cinza era neutro e não alteraria a cor da estampa e o zíper que usei (galalite preto) tinha em casa.

Até a mão de obra foi gratuita: eu modelei e cortei. E Wanderli costurou pra mim (e já pegou umas dicas do forro, risos) 🙂

A peça pronta e o encaixe da estampa

Acima, fotos da saia pronta e a parte onde encaixei o zíper. Quando Wanderli viu, vibrou e quase deu um grito querendo saber como eu tinha encaixado a estampa tão certinha. Expliquei pra ela e aqui conto pra todas pois é uma coisa muito simples de fazer: ao cortar a parte detrás da saia, o tecido precisa estar dobrado e já com a margem de costura adicionada. Assim, durante a costura, o zíper encaixa na linha definida e a estampa não se perde, mantendo a fluidez do desenho.

É bem simples e não tem muitos segredos, basta dobrar o tecido direitinho no fio, mantendo a ourela reta (e não levemente inclinada). E tomar cuidado ao costurar o zíper, para que ele não desalinhe o tecido. Confesso que dos encaixes, este é um dos mais simples de testar ❤

Do mais, costurei toda a saia em ponto 3 e tensão 3, usei agulha tamanho 11 para tecido plano, o forro foi costurado da mesma maneira e deixei 2 cm de margem de costura para algum ajuste futuro. A barra vira para o avesso e o forro sobrepõe a costura, deixando o acabamento mais bonito.

Pra terminar, a festinha da Liliam estava ótima, ela estava linda e pelo que percebi, a saia coube no quadril dela. Eu fiquei bem satisfeita com o resultado e também com o fato de ter feito algo com as coisas que já tinha aqui.

Gostou? diz aí nos comentários, vai!
Muito triste um blog sem comentários, risos.

boas costuras,
Pat



A coisa boa de rever essas fotos pra escrever este post é lembrar da alegria em que eu estava entre sexta e sábado passado: trabalhando, com duas pessoas queridas em casa (Raquel e Wan Der Lee) e um sol delicioso que brilhava pela janela.
Hoje, escrevo imersa à tristeza que a situação deste país nos obriga a viver dia após dia.
tem semanas que são especialmente difíceis. 😦

31 comentários em “Saia no tecido africano”

  1. Patricia, acompanho você desde que morava na Nova Zelandia (confesso que me perdi um pouco no trajeto ao te ver de volta a SP depois da Europa) e você me inspira a querer costurar minhas próprias roupas (falta um pouco mais de coragem e dedicação). Essa saia ficou incrível! Esse tecido é um deslumbre! Que sorte da sua amiga em receber um presente tão especial. Obrigada por compartilhar esses momentos.

    Curtir

      1. Arrasou!!!!sempre te acompanho e amo seus vídeos! E sou louca pela sua máquina de costura verde! Aquilo é uma preciosidade.vc deixou ela lá?!!!bjinhos

        Curtir

  2. A saia ficou linda! Queria ver a Lilian vestindo. E queria uma igual, e aquela calça (aquela do email), e um livro seu, ah, o livro eu queria muito!

    Curtir

  3. Que amor de saia. Pati quanto tempo demora para fazer uma modelagem e costura? Eu to me achando tão lenta. Tem post sobre isso???

    Curtir

    1. Leticia, como a saia reta é uma coisa muito simples, eu faço a modelagem e a costura em um dia inteiro (inteiro mesmo, de cedinho até a noite).
      Ou dois dias, costurando com calma. Tbm sou super lenta, acredite. E não vamos nos cobrar, não precisamos correr tanto assim. A pressa só existe pra servir o sistema capitalista, risos. BEijo!

      Curtir

  4. Amei essa saia e a explicação sobre como encaixar a estampa foi top. Você é minha musa na costura, sempre me Animo para continuar mesmo com as dores de coluna .
    Amo seu trabalho e profissionalismo. Parabéns e muito sucesso p ti 😘

    Curtir

  5. Nossa vc foi a festa, eu fui também e não te conheci pessoalmente 😦 poxa que triste . Espero te conhecer um dia, sou sua fã! Ah ! A saia ficou incrível, e como não ficaria, feita por uma expert. Beijos

    Curtir

  6. Muito linda a saia! Os tecidos africanos têm uma textura incrível, e as estampas são maravilhosas! Tenho uma saia e um vestido que comprei há alguns anos a uma moça no RJ e tenho até pena de usar muito para não estragar. 🤭
    Não tem presente melhor do que aquele que é feito especialmente para nós! Beijo

    Curtir

  7. Ah no meio se tanta tragédia cotidiana e anúnciada, te acompanhar faz muito bem porque me faz sentir integrada nesse Grupo Especial de Aprendizes de Costureira. Muito pertinente suas divagações misturadas com demonstrações de como vc vai desenrolando a vida e os tecidos. Não nos deixe sós!

    Curtir

  8. Oi bom dia, Pat (olha a intimidade kkk) adora suas midias sociais, sigo em todas, saia linda, parabéns, vc falando parece muitissimo facil fazer😢😢, quando estiver sobrando um dimdim com certeza farei um curso de modelagem com vc.
    (PS, faz um sorteio de vaga para algum curso, gratis 😀😀😀.) Bjs

    Curtir

  9. Patrícia!! Adorei a saia, o post e sua sinceridade!(Cheguei aqui via Instagram)

    Lembre que o sol sempre está atrás das nuvens e ele há de brilhar!!

    Continue brilhando com o seu talento!!

    Curtir

  10. Olá Patrícia. Não canso de ver, ler e reler seus posts. Te acompanho em todas as redes sociais. Já costuro como hobby, faço todo tipo de roupa. Mas nunca acho que já sei o suficiente, por isso acompanho as melhores (você e a Lara Rogedo) que primam pelo acabamento perfeito e não simplesmente por colocar conteúdo de faça uma roupa em 5 minutos (não acho que consiga fazer algo bom neste tempo, mas…tem quem goste). Prefiro gastar bem mais tempo e ter algo excepcional como o que vocês nos apresentam. Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho e volte aos vídeos no youtube, please. Já vi todos e vou começar a ver de novo né. Abraços sua fã número 1.

    Curtir

  11. Oi, Pat, eu gosto tanto do modo que tu escreves e já faz um tempinho que te acompanho pelas redes sociais, de quando descobri a feira Stoffmarkt. Fui duas vezes lá ❤ Admiro imensamente você, tu é inspiração! E essa saia ficou maravilhosa que nem você, beijos aqui do Sul desse Brasil doente.

    Curtir

    1. Carol, mulher, que delicia ler sua mensagem! E, que triste finalizá-la porque é isso, o país tá doente real oficial, ne?
      Fico agradecida pelo carinho, que bom que gosta da sopa de letrinhas que faço aqui.

      beijo nocê! Logo lgo vou praí,
      Pat

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.