Conhecendo a loja Liberty, em Londres

Conhecendo a loja Liberty, em Londres

Não lembro o ano, mas quando ouvi falar pela primeira vez nos tecidos da Liberty pensei: mas é isso, são essas florzinhas aí? Não conseguia entender o hype todo em cima daquelas estampas miúdas que encontramos similares na boa e velha 25 e Março. Passou.

tecidos-liberty

Mas em janeiro de 2014 viajei à Londres e ir à Liberty era compromisso marcado na agenda: no decorrer dos anos fui lendo e vendo diversas fotos sobre a loja e estava curiosíssima para conhecê-la! Para quem não sabe, a loja existe desde 1875 e inicialmente o fundador Arthur Liberty vendia diversas coisas para casa, incluindo tecidos que ele trazia do Oriente. Em 1904 começou a estampar esses mesmos tecidos e aos poucos foi popularizando-se em Londres e depois, em toda Europa. Hoje, é referencia mundial em estamparia e a loja já fez (e segue fazendo) diversas parcerias com marcas distintas (Zara, Mac, Nike, Melissa etc), alem de ter uma seleção bem boa (e bem rica $$$) de roupas, sapatos, acessórios etc.

liberty_fashion_exhibition_02-min

Uma coisa bem interessante é ver o quanto a marca cresceu e passou a fazer tantas coisas diferentes mas a loja continuou com aquele perfuminho craft, mantendo um andar com coisas de costura (como um armarinho) e uma bela seção de tecidos. Abaixo, algumas fotos:

1 2 3

 1 –  a fachada da loja; 2 – parte da seção de costura ; 3 – manequins forrados

Esse andar de costura é muito completo de materiais variados e lindamente decorado. Problema mesmo é que tudo custa uma pequena fortuna, mas como olhar é permitido, fiquei um tempão paquerando tudo com calma.

Nesse dia não comprei nenhum tecidinho (nem nada) mas passei a ficar mais atenta aos tecidos da Liberty. Foi lá que vi que eles tem outras padronagens de estamparia (não somente as mini-florzinhas) e que os tecidos tem uma variação do tipo de base bem legal (explicarei isso no proximo post). Depois fiquei passeando pela loja e vendo tudo o que eles vendem, incluindo uma seleção linda e rica de roupas.

Apesar de ter me deliciado com tanta coisa linda (faz tem estar num lugar bacana, ne?) sai de la me sentindo duplamente pobre – risos – tudo é tão caro (em libras) que olha, é triste hahaha.

Mas vale o passeio e super indico à quem tiver viagem marcada à terra da Rainha.
No próximo post, minha primeira blusa feita com um tecido Liberty London.
Bj, Pat

No Comments

Give a comment