O Sul da Bahia

Graviola, Umbu, Embu, a Jaca no pé, o Cacau na roça, as crianças com pés descalços na rua.
O céu imenso, as milhares de estrelas, o sorriso tímido, os carros envelhecidos e o cheiro de roça. O Sul da Bahia é cheio de imagens tão lindas e com certeza, cheio de lembranças.

(se clicar nas fotos, elas aumentam)

1Água de côco 24 horas? Sim, é possível.

No sul da Bahia o dia amanhece cedo e o sol não perdoa. As ruas cheiram à comida fresca, a feira é farta (e baratíssima) e o suco é sempre natural. O cacau fez história: arrancou o couro de muitos e trouxe rios de dinheiro para alguns. Ele ainda permeia pelos caminhos: cresce abaixo das bananeiras, colore as estradas de verde e rosa e ainda traz o sustento de muitos. Foi ele quem movimentou toda a sociedade baiana nos séculos XIX e XX e foi nele que a história da minha família começou. Na roça, no Sul da Bahia:

 

2A minúscula cidade de Barro Preto. Pensem num lugar pequeno, super pequeno. Eu dizia para minha mãe que, em Barro Preto, seis ruas se cruzam com outras seis ruas e acabou. E é bem por aí. Como as casas são todas baixinhas, é fácil ver os morros e as matas do entorno. Tudo era roça de cacau, tudo.

5Pousada bonitinha no meio do caminho de Itabuna para Barro Preto

4As estradas, a mata, os carros antigos.

6A foto não faz jus, mas Barro Preto tem um dos céus mais bonitos que vi nos últimos anos. É lindo e imenso. Durante a noite, as estrelas fazem aquele espetáculo emocionante.

Ubatã é uma cidade maior, mas isso não significa que ela seja muito desenvolvida: as imensas ruas de casas baixas ainda mantém a rotina e o estilo de vida do século passado. O acesso às coisas é lento e claro, o tempo passa devagar. Lá vi pessoas lavando roupas nos rios e carregando coisas na cabeça, como nas fotos a seguir 🙂

8
O Rio de Contas. Basta atravessar algumas ruas e logo se vê um rio que banha o estado da Bahia, nascendo na Serra da Tromba e indo até Itacaré. Não estava em época de cheia, por isso, a pouca quantidade de água que desce lentamente e segue seu curso.

11

Parte da margem do Rio:

9

É hábito comum lavar roupas, louça e até moto (!) no rio.

12

E não dá pra negar: Ubatã tem um entorno lindo e caprichado ♥10

Onde nascem as equilibristas? Aqui!

7

Fico impressionada com o poder dessas pessoas: Equilibrar baldes, bacias, madeira e tudo o que puder ser equilibrado na cabeça, é para os fortes. Clique na foto pra aumentar.

13

Igreja Nossa Senhora da Conceição

14

As ruas pacatas e as casinhas, todas parecidas.

16

Casinhas SUPER antigas (e inabitadas).

São Jorge dos Ilhéus, conhecida por muitos, é uma das maiores cidades do sul da Bahia e também terra de Gabriela cravo e canela. Ilhéus cheira à chocolate e Jorge Amado nas mesmas proporções: é uma cidade grande, vistosa e modernizada, recheada de artesanato. É também a porta de entrada para o sul da Bahia, assim como para o descanso. Possui uma brisa leve e um mar lindo de Deus.

18

17A praia dos Milionários ♠

19

A Catedral de São Sebastião é um dos cartões postais da cidade de Ilhéus. Meu tio Francisco foi padre por muitos anos nessa Catedral e eu lembro de visitar essa igreja quando pequena, de andar pelos corredores dos andares superiores da Catedral e achar que tudo era grande e silencioso demais. Lembranças de família ♥

Janeiro de 2015: o mês que mergulhei profundamente em terras baianas, viajando pelos dias e pelo tempo com o prazer da deliciosa companhia da minha amada mãe.  Obrigada por estar, mãezinha querida.

Com amor e gratidão e um bronze dourado,
Patricia, nega baiana do cacau ❤️

No Comments

  • Zeza Maria

    Pat cacaueira,

    Pelas andanças pela minha-nossa terra, seja passeando ou a trabalho, o colorido das casinhas sempre me chamava atenção. A explicação, segundo pessoas diferentes em cidades diferentes foi a mesma: para que, ao voltarem das farras, os homens da cidade não errassem de casa! hahahaha 🙂 Nossa Bahia é linda e ficou ainda mais através dos olhos e palavras coloridas. Beijo, lindona!

  • Pat querida,
    É interessante como essa coisa de origens mexe com a gente, não?
    Adorei conhecer um pouco mais da sua por meio das fotos e das suas palavras bonitas.
    E gostei também da explicação sobre o porquê de as casas serem coloridas que sua amiga postou aqui em cima, rs
    Beijos,
    Cris

Give a comment