Blog, costura

Casaco de inverno – aula de costura

Entre Agosto e Setembro de 2019 coloquei um projeto antigo pra rodar: o curso de um casaco de inverno.

Eu já havia feito este mesmo casaco em 2015, na Nova Zelândia (aqui) e, quando o frio foi dando seus sinais pelo Br, quis fazer outro.

A real é que acho a modelagem deste casaco bem linda e moderna: ele tem linhas retas, gola grande, uma assimetria na frente e uma manga que veste bem pois a modelagem é duas folhas. Logo, separei uma lã para costurar outro pra mim (que foi feito pela Raquel) e coloquei o curso em oferta. Eram dois horários: uma turma a tarde e outra a noite.

Programei 6 aulas de 3 horas para o desenvolvimento da peça mas não foi suficiente: fizemos em sete. Agora, que o tempo passou, só consigo lembrar dos detalhes de cada aluna pois, no fim, o melhor das costuras são as pessoas mesmo:

  • Casaco de lã | Patricia Cardoso
  • Casaco de lã | Patricia Cardoso
  • Casaco de lã | Patricia Cardoso
  • Casaco de lã | Patricia Cardoso
  • Casaco de lã | Patricia Cardoso

1- A Pati Garmendia trouxe essa lã rosa linda, levinha e usou um cetim vinho com bolinhas rosê pra combinar. O casaco dela foi finalizado à mão pois ela decidiu fazer os pespontos de alfaiate manualmente. Levou algumas tardes extras mas ficou bonito demais!

2- a Adri {que vinha de Itu para as aulas (!)} usou uma lã xadrezinha bem linda, porém, um pouco leve pro casaco. A manga dela deu um trabalho pra encaixar mas, uma hora, foi.

3- A Katia trouxe os tecidos históricos que foram comprados aaaanos atrás para outro projeto -que nunca rolou- e agora, virou um casaco pra ela. A lã brilhante é riquíssima: uma seda com lã, o forro, Liberty ( 💰😂) e o tecido opaco, uma lã de carneiro que ela encontrou na GJ e fiquei de cara, porque é um tecido muito interessante.

4- Larissa, a lhouca comprou um tecido tão chique e caro numa loja de alfaiataria aqui em SP que ficou ~receosa~ de usá-lo e correu numa loja baratinha pra comprar um tecido mais simples e começar a peça. O lance é que o tecido simples é também bem lindo (uma lanzinha texturizada e levemente acetinada) que o casaco ficou bonitão e ela deixou o tecido anterior pra um próximo projeto de frio. Eu amo o tecido baratinho, vou até na loja ver se ainda tem um teco pra mim 😜

5- A Raquel veio entre suas folgas do Senai e começou a costurar um com um sarja (que agora não tenho certeza entre verde ou laranja (!) e estava querendo colocar um detalhe de vivo em toda a volta. O casaco ganhou uma pausa pois a bonita teve um problema de saúde, mas logo ela pega ele de jeito.

6- A Mônica foi a mais contida: comprou um corte de sarja azul pra ver se o casaco ia servir legal nela e o fez com calma. Mas o show da Mônica veio das histórias que ela trouxe e nós jamais vamos esquecer da foto do frango desossado do curso de culinária que ela faz. 😂

7- A Andrea veio bem iniciante e com um algodão cru. Começou a montar o casaco mas recheou nossas aulas com histórias hilárias da fase enquanto esteve solteira, fazendo todo mundo rir. O casaco que ela fez era um teste, na sequencia migrou pro curso de iniciantes pois era mais proveitoso pro nível dela.

O melhor das costuras são as pessoas,  não tem jeito!


Fotos do processo de costura e alguns detalhes nas legendas das fotos:

  • Tecnicas de costura | Patricia Cardoso
  • Técnicas de costura | Patricia Cardoso
  • Técnicas de costura | Patricia Cardoso

Técnicas que experienciamos na construção do casaco: encaixe do forro (para quem nunca o fez), costura da cabeça da manga direto no manequim (faz uma boa diferença), uso da ombreira fininha pra deixar o ombro bonito e o “tapa miséria“, que deixa a cabeça da manga mais encorpada.

Foi ótimo estar com vocês, meninas! A cada grupo, uma junção de pessoas diferentes que se alinham num desejo de costurar e compartilhar ideias e histórias. É sempre um prazer. E olha, depois de sete quintas-feiras jantando pizza de alcachofra, precisamos nos reunir para outra rodada 😅🍕
E já tô torcendo para que tenhamos um friozinho decente neste ano para que possamos usar os casacos em paz, risos.

Aula de costura | Patricia Cardoso
Final do curso noturno do casaco de inverno

Just white people 💔 – como mudar isso?

E um aviso às navegantes costureiras: se der tudo certo, no inverno de 2020 terei este curso online! Vai ser bom demais poder levar este projeto para outros locais e acessar outras pessoas.

Beijo grande e boas costuras,
Pat

Blog, costura

O casaco da Emi

“céu entre Salvador e São Paulo, noite de 30 de Outubro de 2017”

Sim, estou num vôo voltando para SP e, organizando meu HD, encontrei várias pastinhas com fotos de roupas que fiz e nunca postei no blog. Aliás, o bichinho aqui anda abandonado demais, não é?

A verdade é que desde que troquei de plataforma, perdi a vontade de blogar. O lance é que não gostei de como o blog se comporta por aqui e por isso desanimei bastante. Mas enfim…

Mas vamos falar de coisas boas?
yogurteira TOP TERM ? risos!

Bom, este casaco aqui fiz na minha última semana na Nova Zelândia, ou seja, em Set/2016, há pouco mais de um ano.

Essa japinha da última foto se chama Emi e estudamos juntas na escola de inglês.

Emi sempre me viu costurando e antes de eu ir embora me pediu pra eu costurar um casaco pra ela e aqui estão algumas dsa fotos que fiz enquanto produzia a peça.

materiais:

O molde foi o Vogue 8933. Acho que esse foi o único molde que comprei nessa vida (molde assim, desses de embalagens bonitinhas, peças únicas e tal) e gosto muito do modelo. Ele tem umas “pegadinhas” na costura mas o resultado é bem bonito.
O tecido é LINDO de doer, uma lã da Tory Burch que encontramos na loja de tecidos mais charmosa daquela Nova Zelândia (essa aqui). São vários materiais misturados dando uma cara mega moderna e chique para o tecido. Eu bem paquerei ele também, risos.

E para o forro, usei um tecido pink acetinado que já tinha em casa.

A única coisa não legal dessa peça é que não consegui encaixar “o listrado” da manga junto com o listrado do corpo do casaco. A quantidade de tecido estava mega limitada e não dava pra cortá-las em outra posição e assim foi.

Vocês haviam notado? Ou só depois de eu ter escrito é que voltaram pras fotos para conferirem?

Hoje o casaco mora no Japão junto com Emi.
Emi tem uma energia ótima (e muitcho lhouca) e eu espero que o casaco tenha aquecido aquele corpinho franzino (hahahaha) nos invernos gelados que o Japão lhe permite viver.

E agora, revendo as fotos, lembrei do quanto meu aptozinho neozelandês estava desmontado e bagunçado naqueles dias. Vejo os detalhes nas fotos e me remeto àquela mudança cansativa que foi desmontar o apartamento da Torrens Terrace (post completo aqui) e partir para a Alemanha.

Bom, volto já com outros casacos costurados.

Boas costuras pra você,

Patricia C