Blog, costura

Sessão de fotos: a blusa

A temperatura aqui subiu um pouco nos últimos dias (média 12-15 graus) e aproveitei pra fotografar a blusa, afinal, dá pra se vestir com menos camadas durante o dia. Por sorte, no dia em que vesti a blusa fez uma tarde com um sol tão lindo que a luz rendeu boas fotos, então vou postar algumas aqui.

Este local é o War Memorial, um museu em Wellington que fica num ponto alto e tem uma luz linda, além de um par de banheiros que tocam músicas e é semi-automatizado, muito legal!

3

Achei a blusa um pouco larga, mas definitivamente não vou desmanchá-la para reduzir, vai ficar uma camiseta larga mesmo, risos.

1

Eu realmente gostei da cor dela, muito! Esse tom de verde “orna” com a maioria das coisas do meu armário ❤
Voltei na loja para confirmar o tipo do tecido – chiffon mayfair – e fiquei surpresa que essa estampa já estava esgotada. Mas não tem como não se apaixonar por toda o catálogo Liberty, é uma mais linda que a outra, suspiros.

O vento de sempre, dando um movimento lindo na juba:
4

Próximo tecido Liberty, só na próxima vida mesmo, risos.
Beijo grande, Pat

Blog, costura

A blusa turquesa Liberty

Depois dos últimos posts sobre Londres, pulemos para Nova Zelândia / 2016

Daí que a loja de tecidos que fica perto da minha casa & tem a melhor seleção de tecidos ever enviou um email dizendo que eles haviam recebidos um lote inicial de tecidos Liberty. Um dia depois do trabalho, corri pra ver.

1

Confesso que não me animei muito, eram cerca de 10 ou 15 estampas com preços bastante salgados pro meu bolsinho de assistente de alfaiate e deixei pra lá. Mas como o diabo mora ao lado, em poucos dias recebi outro email informando que o lote completo dos tais tecidos estava na loja. E OLHA, gente, quanta coisa!

2

Não sei dizer ao certo quantas estampas eram, mas mais de 50, certeza. E em bases muito diferentes, ou seja, havia a possibilidade de encontrar mesma estampa no algodão ou cetim, na seda, no chiffon etc etc.. até malha com estampas lindas havia na loja (essas eu  nunca havia visto). Confesso que fiquei completamente apaixonada com aquela precisão absoluta nas estampas e com cartela de cores uma mais linda que a outra. Pena que minhas fotos não fazem jús à coleção, de verdade.

Ainda assim, deixei os danados lá – afinal, seremos honestas, eu  não preciso de tecidos, right? – Mas um dia a loja ofereceu 30% e corri pra comprar essa seda verde. Eu estava de olho em uma estampa uva, mas é basicamente a cor  que eu sempre compro e costuro, então decidi variar. Esse tom de turquesa escuro funciona com as outras coisas que já costurei e seria realmente um diferencial. Quis costurá-lo na hora.

3a

Já que, mesmo na promoção o tecido não havia sido barato, pensei em fazer uma blusa básica para aproveitá-la o máximo possível, assim como ESTA que uso à torto e direito e amo, amo <3. Cortei na mesma noite e entrei madrugada à dentro costurando (logo mais vou atualizar o post com o snapsave que precisa ser editado).

Abaixo, a blusa ornando com minha maquininha:

4a

Por fim, a blusa pronta, usando a mesma modelagem da anterior. Fiz um pouco mais larga que a pink e adicionei uma prega fêmea nas costas. Por dentro, todos os acabamentos em viés de cetim.

acab

Confesso que tenho um certo tesão em fazer a peça bonita por dentro. É meu segundo maior desafio (o primeiro é fazer uma modelagem boa e acertada). A blusa no manequim:

5a
No fim, apesar do tecido ter sido um pouco mais caro que os que costumo comprar, compensa ter gasto $32 e ter uma blusa num material de qualidade e com uma estampa/cor diferente das que tenho. Pensemos: com $32 compraria uma blusa bonita com um tecido sintético em uma fast fashion ou uma camiseta simples com uma malha boa. Então por essa conta, valeu o custo.

Amanhã farei uma foto com a blusa no corpo e atualizo aqui o post, assim como o snapsave da costura completa.
Boa semana,
Pat

obs. para receber os posts no seu email, cadastre-se no box aqui ao lado =)